Wagner Gomes



Wagner Gomes
Organização: Agência de Desenvolvimento Econômico Local (ADEL)
Tema: Potencializar e articular saberes, vocações e oportunidades em prol do desenvolvimento econômico e social de comunidades e territórios rurais através da formação de redes corporativas
Lugar de Atuação: Estado do Ceará
Tema

A agricultura familiar é a principal atividade econômica no Médio Curu, estando entre os principais fornecedores para o mercado regional de alimentos e sendo o principal fornecedor de caprinos e ovinos para mercados dos grandes centros urbanos mais próximos, como Fortaleza, a capital do estado. No entanto, a renda média dos pequenos produtores rurais e suas famílias no Médio Curu é de cerca de R$ 280,00 mensais. Os modelos de produção são tradicionais, e a maior parte dos produtores não conta com nenhuma ferramenta para aumento da produtividade, dificilmente conseguindo trabalhar fora das etapas primárias da cadeia produtiva que possuem a obtenção de maior valor agregado. Uma das principais e mais graves consequências desse processo, e que é decisivo para o desenvolvimento local, é o êxodo de jovens para os grandes centros urbanos. Jovens que possuem níveis de escolaridade mais elevados que seus pais e têm potencial para serem agentes de transformações dos modelos de produção rural no território, mas que, ao não verem perspectivas reais de futuro e mobilidade social positiva na região, optam por seguir para as cidades, onde buscam oportunidades de emprego em mercados de trabalho saturados.


Modelo de intervenção

A ADEL atua com base em três pilares estratégicos (empreendedorismo, juventude e cooperação) com o objetivo global de contribuir para o desenvolvimento local endógeno do território, criando condições para o fortalecimento da agricultura familiar e para a inclusão socioprodutiva de jovens empreendedores rurais. A estratégia é composta de quatro eixos fundamentais para uma ambiência adequada e próspera ao empreendedorismo rural, em todos os níveis: formação de recursos humanos, acesso a crédito para desenvolvimento de negócios rurais, fortalecimento organizativo para governança local e acesso a tecnologias de informação e comunicação. O primeiro ponto de abordagem da ADEL é sempre a instância comunitária local – a associação, cooperativa ou mesmo o grupo ainda informal da comunidade. A equipe visita periodicamente todas as instâncias comunitárias, apresenta seus planos, relata as atividades realizadas, seus resultados, os desafios e as lições aprendidas, presta contas quanto à gestão dos recursos e discute com os atores locais os próximos passos. Com base em um diagnóstico completo das vocações, potencialidades e limitações da comunidade, os técnicos têm uma série de reuniões com os atores comunitários para construção participativa do plano estratégico para o desenvolvimento socioprodutivo da comunidade. A partir da identificação dos fatores potencializadores, facilitadores e também dificultadores para as atividades produtivas das comunidades, os projetos socioprodutivos são desenhados e planejados.

Impacto social

Contribuiu para que os pequenos produtores criassem estratégias e estruturas para agregar valor aos seus produtos, elevando em longo prazo sua produtividade e rentabilidade; investiu na formação de arranjos produtivos locais e no fortalecimento de redes territoriais capazes de construir agendas comuns e influenciar o desenho de políticas públicas e programas de apoio à agricultura familiar; e expandiu sua atuação para trabalhar com inclusão socioprodutiva. Foram beneficiados 416 pequenos produtores de 70 comunidades rurais desde 2007 e 217 jovens empreendedores de 35 comunidades rurais desde 2009.

Potencial de crescimento

O Médio Curu possui uma população aproximada de 65 mil habitantes, sendo que cerca de 75% estão nas áreas rurais, o que significa aproximadamente 48 mil pessoas a serem beneficiadas apenas nessa região. Existe também a oportunidade de replicação da metodologia para outros territórios do Brasil. A sua tecnologia é plenamente reaplicável, tendo uma gama de componentes que independem de fatores contextuais. A ADEL planeja expandir suas atividades no território em que já atua, aumentando a quantidade de beneficiários, diversificando, estruturando e qualificando os serviços prestados. Em um segundo momento, a ADEL planeja supervisionar a reaplicação da tecnologia para territórios próximos, no estado do Ceará – capacitando atores locais, para que eles possam desenvolver com autonomia as estruturas reaplicadas. A replicação da tecnologia em outros territórios dependerá de pleno suporte técnico e econômico ao empreendimento.

Capacidade de aproveitamento do Visionaris

A ADEL está desenvolvendo novas estruturas e componentes da tecnologia social para o aprimoramento de seus resultados e do impacto social. Os recursos do Prêmio Visionaris serão aplicados nesse desenvolvimento, juntamente com contrapartidas já mobilizadas de outros parceiros: Centro de Formação do Jovem Empreendedor Rural (CFJER), Fundo Veredas, Centros Comunitários de Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs).

História pessoal

Wagner nasceu em Monte Alverne, uma pequena comunidade rural. Sua única perspectiva era continuar o trabalho de seus pais, cultivando a terra. Mas como eles sempre valorizaram a educação, em 2002 Wagner concluiu o ensino médio e aspirava a cursar a universidade, mas teve de adiar seu sonho. Foi quando ele encontrou o apoio do PRECE, um movimento liderado pela Ashoka Fellow Manoel Andrade, que apoia os jovens no ingresso ao ensino superior. O programa mostrou ao Wagner o poder das cooperativas e dos jovens que, como ele, as integraram para promover o desenvolvimento em suas comunidades rurais. Quando Wagner decidiu dedicar a sua vida a melhorar as condições sociais e econômicas das comunidades rurais, ele estava motivado particularmente por uma contradição que observou na universidade: os alunos estudavam modernos conceitos de desenvolvimento agrícola, mas, ao mesmo tempo, trabalhavam arduamente com os tradicionais desafios de viver em uma comunidade rural carente. Com apenas 25 anos, Wagner reuniu outros colegas e fundou a ADEL como uma maneira de conciliar essa inconsistência. Em poucos anos, a organização do Wagner tem sido reconhecida por sua inovação e resultados na agricultura.


Endereço

Av. Deputado Gomes da Silva, 281
IPASE Pentecoste, Ceará
Tel.: +55-85-9199 8416
E-mail: Esta dirección de correo electrónico está siendo protegida contra los robots de spam. Necesita tener JavaScript habilitado para poder verlo.
Site: www.adel.org.br