Eugenio Scannavino Netto



Eugenio Scannavino Netto
Vencedor
Organização: Projeto Saúde e Alegria
Tema: Desenvolvimento Comunitário Integrado e Sustentável (social, econômico, ambiental e cultural)
Lugar de Atuação: Amazônia. Bacia do Rio Tapajós.
Problema que aborda

A Amazônia conta hoje com cerca de 30 mil comunidades rurais – ou cinco milhões de habitantes – que vivem da caça, pesca artesanal, coleta de produtos da floresta, plantio da mandioca e lavouras regionais. São grupos que vivem em situações de extrema exclusão social e de acesso restrito aos serviços públicos, especialmente nos campos da saúde, saneamento, educação, energia, transporte e comunicação. Além disso, enfrentam enormes pressões externas de devastação e o rápido esgotamento suas reservas, sendo cada vez mais difícil garantir a própria subsistência nos moldes tradicionais. Apesar da fragilidade, são comunidades que tentam defender suas terras e recursos naturais contando com pouco apoio externo. Para reverter este quadro, é necessário buscar alternativas que substituam os atuais processos de exploração predatória da região por modelos sustentáveis e harmônicos de desenvolvimento e inclusão econômica e social.


Modelo de intervenção

O Centro de Estudos Avançados de Promoção Social e Ambiental do Projeto Saúde e Alegria tem por objetivo contribuir para que a Amazônia ofereça condições dignas de vida aos povos da floresta. O fato é que, apesar de habitarem uma região rica em recursos, suas vantagens são mal aproveitadas, já que falta apoio técnico e retaguarda institucional para que se desenvolvam. Para tentar contornar esse problema, o Centro conta com uma equipe interdisciplinar de médicos, agrônomos e educadores das diversas áreas, que visita regularmente as comunidades, desenvolvendo programas integrados nas áreas de saúde, educação, cultura, comunicação, direitos das crianças e adolescentes, geração de renda, gestão territorial, meio ambiente e fortalecimento organizativo.

Impacto Social

O Projeto Saúde e Alegria já atendeu 72 comunidades, com 15 mil habitantes no total. A média anual de procedimentos chega a 20.000.. Também foram realizados 11.000 atendimentos odontológicos, 7.000 exames, 250 cirurgias, 22 projetos de pesquisa e 48 receptivos (estágios, residência médica) e 200 atividades educativas e preventivas envolvendo 10.000 crianças e adolescentes. Os resultados alcançaram 93% de aproveitamento. Ou seja, a cada 100 pacientes apenas sete são encaminhados aos centros urbanos.

Dimensão econômico-financeira

O Projeto Saúde & Alegria, por ser uma instituição sem fins lucrativos, depende de aportes externos para execução de suas atividades, mobilizados em sua maioria através de projetos apoiados a fundo perdido por instituições doadoras. A sua ação global se viabiliza a partir do conjunto dos diversos convênios. Já a gestão financeira e patrimonial é executada pela área administrativa do projeto.

Potencial de Crescimento

Em meados de 2009, o Saúde & Alegria foi uma das 10 organizações selecionadas pelo “Programa de Planejamento para Ganho de Escala” da Ashoka e McKinsey&Company, que desde então ofereceram todo suporte e expertise necessários para construção de um Plano Estratégico Plurianual (2010-2015). A ideia é que o Projeto Saúde & Alegria avance também em outras regiões.

História pessoal de Eugenio

Desde que se formou médico, Eugenio Scannavino queria atuar em áreas carentes e desassistidas do País. Seu projeto começou a ganhar forma em 1984, quando ele e sua então esposa, a educadora Márcia Gama, visitaram a Amazônia. Ele começou a trabalhar no hospital da Universidade em Oriximiná, mas foi em Santarém que ele percebeu que estava mais próximo do que gostaria, trabalhando com educação e prevenção em saúde, mobilização dos moradores, construção de fossas sanitárias, tratamento da água, saúde da criança, e treinamento de agentes locais. Em 1985, o irmão de Eugênio, Caetano Scannavino, se juntou ao projeto. Nascia então o CEAPS – Centro de Estudos Avançados de Promoção Social e Ambiental – conhecido como Projeto Saúde & Alegria. Um dos primeiros financiadores foi o FINSOCIAL, do BNDES, com a supervisão técnica da Fiocruz. Mas os recursos cessaram a partir do Plano Real, em 1990, o que levou o projeto a buscar financiamento junto aos próprios participantes e grandes empresas.


Endereço

Rua Mendonça Furtado, 3979 – Liberdade 68040-050 –
Santarém, Pará
Tel.: +55-93-3067 8000
E-mail: Esta dirección de correo electrónico está siendo protegida contra los robots de spam. Necesita tener JavaScript habilitado para poder verlo.
Site: www.saudeealegria.org.br/