Vandré Brilhante

Finalista
CIEDS - Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável
Ver vídeo

O CIEDS é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que, há 22 anos, atua nas áreas de educação, empreendedorismo, engajamento comunitário, inclusão social e bem-estar. O Coletivo Aprendiz é uma iniciativa do CIEDS que transforma vidas no município do Rio de Janeiro por meio dos programas de jovem aprendiz e estágio, gerando renda para jovens e suas famílias em vulnerabilidade social para construírem um futuro mais próspero.

Baseado em metodologias ativas de ensino, o coletivo permite que os jovens participantes desenvolvam conhecimentos e competências que os preparem para um ingresso de sucesso no mercado de trabalho. Com isso, a iniciativa procura minimizar três grandes entraves sociais: trabalho juvenil não qualificado, evasão escolar e falta de acesso ao primeiro emprego. Além disso, promove o avanço da erradicação da pobreza, educação de qualidade e redução das desigualdades.

São atendidas, majoritariamente, meninas pardas e negras, moradoras de periferia e que cursam o ensino formal. Cerca de 60% dos beneficiados têm a mãe como chefe de família e possuem renda familiar menor que dois salários-mínimos. O Coletivo Aprendiz conta, atualmente, com a parceria de 96 empresas na contratação dos jovens beneficiados e faz parte da rede Aprendiz Legal da Fundação Roberto Marinho, parceiro pedagógico. Também possui uma parceria estratégica com rede RECODE no compartilhamento de cursos profissionalizantes de tecnologia.

Alguns dos resultados da iniciativa são: 

  • A cada R$1,00 investido no custeio do programa, mais de R$ 4,00 são revertidos em remuneração para os jovens

  • Mais de R$15 milhões em renda para os jovens e suas famílias desde 20172.320 jovens participantes da iniciativa foram contratados, o que beneficiou, indiretamente, mais de 7.800 pessoas

    Mais de R$15 milhões em renda para os jovens e suas famílias desde 2017

    2.320 jovens participantes da iniciativa foram contratados, o que beneficiou, indiretamente, mais de 7.800 pessoas

  • Do total de aprendizes concluintes em 2020, 8% ingressaram no ensino superior, 44% no ensino técnico e 4% no mercado de trabalho formal.

    Do total de aprendizes concluintes em 2020, 8% ingressaram no ensino superior, 44% no ensino técnico e 4% no mercado de trabalho formal.

  • 45% dos jovens que participaram do Coletivo se sentem mais preparados para o mercado de trabalho; 32% se sentem com chances reais de serem efetivados pelas empresas; 41% mudaram a sua perspectiva de vida e profissional; 29% sentem-se mais confiantes no seu futuro.